terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

#20 - Cinquenta tons de cinza, E. L. James

Olá, hoje vou falar um pouco sobre o livro Cinquenta Tons de Cinza da autora E. L. James. O livro simplesmente virou febre mundial, o gênero não para de crescer e as mulheres estão cada dia mais apaixonadas pelo queridinho Mr. Grey e similares...

Eu vou ser bastante redundante, pois falar do Mr. Grey torna-se quase desnecessário quando muitas blogueiras (inclusive eu, que o citei como o meu Top Mais na Tag: Piriguetagem Literária) já falaram sobre ele e muitas leitoras já leram.

Mas, eu não poderia deixar de contar como conheci a trilogia. Eu li Cinquenta tons de Cinza, no período de "baixa na leitura" que eu me encontrava em 2012, vi o livro na vitrine e nas estantes dentro da Saraiva e fiz uma pergunta para meu irmão que estava olhando comigo, a pergunta que hoje pode parecer idiota, mas que na época não era: "Como alguém compra um livro com o nome Cinquenta tons de Cinza?" Sério, eu jurava que era livro sobre cores, para designers, nem sequer percebi que tinha uma gravata desenhada.

Claro, meu irmão riu comigo e fomos embora. Cheguei em casa e fui olhar algum livro para comprar nos sites da Saraiva e Submarino e lá estava o bendito livro. Eu pensei: Como assim? Mas fui olhar a sinopse, pois, inicialmente, pela capa ele não me ganhou (perceberam, não é?) Li a sinopse, me interessei e fui atrás para ler. No fim das contas, li e entendi a capa. Poxa, eu não sou adivinha. Como que eu ia saber que a capa falava dos cinquenta tons de cinza do meu querido Mr. Grey? rsrsrs Mas meu irmão riu ainda mais quando descobriu que eu li os 3 livros em menos de uma semana. (Oh!)

Ah, sem comentar que quando comecei a ler, percebi que lembrava muito a Saga Crepúsculo, mas como eu estava longe da vida dos livros, eu não sabia que o livro Cinquenta tons de Cinza havia surgido como uma fanfic de Crepúsculo. Pois é, para os que não sabiam, fiquem sabendo agora. =D Depois que terminei de ler e procurei o nome da autora no Google foi que descobri este detalhe.

"Quando Anastasia Steele entrevista o jovem empresário Christian Grey, descobre nele um homem atraente, brilhante e profundamente dominador. Ingênua e inocente, Ana se surpreende ao perceber que, a despeito da enigmática reserva de Grey, está desesperadamente atraída por ele. Incapaz de resistir à beleza discreta, à timidez e ao espírito independente de Ana, Grey admite que também a deseja - mas em seus próprios termos. Chocada e ao mesmo tempo seduzida pelas estranhas preferências de Grey, Ana hesita. Por trás da fachada de sucesso - os negócios multinacionais, a vasta fortuna, a amada família -, Grey é um homem atormentado por demônios do passado e consumido pela necessidade de controle. Quando eles embarcam num apaixonado e sensual caso de amor, Ana não só descobre mais sobre seus próprios desejos, como também sobre os segredos obscuros que Grey tenta manter escondidos..." Sinopse Skoob

Sinceramente? O livro é bacana, mas não é o "bafafá" todo que falam por aí. Exatamente! Ainda tento descobrir como a Ana sobreviveu por tanto tempo sendo tão sem sal. rsrsrs Sério mesmo, se dependesse dela o livro seria uma depressão. Por isso, nem vou perder tempo falando sobre ela, para mim, neste primeiro livro, ela só fez o papel da moça que virou a cabeça do Mr. Grey e ponto final.

Mas eu preciso e devo admitir, o Grey é o cara. Tudo bem, ele é mega, ultra possessivo e controlador, mas tem as suas qualidades. O exagero comentado a cerca das práticas BDSM (Bondage, Disciplina, Dominação, Submissão, Sadismo e Masoquismo) são exatamente isto: um exagero! Tudo bem, ele praticava o BDSM antes do aparecimento da Ana, mas no livro não há essas cenas "tão tão" como eu acreditava ter pelos comentários que li antes de começar a leitura.

Eu me apeguei a um lado diferente da história, não que eu não tenha achado as cenas do Grey e da Ana bacanas (porque eu achei muito bacana!!), mas se a Ana não conseguisse quebrar o clima de vez em quando, as cenas seriam ainda melhores...

Mas eu prestei bastante atenção no personagem do Mr. Grey, a postura dele, as atitudes, as obsessões, o excesso de controle... E, claro, fiquei curiosa,  e me perguntava: O que será que aconteceu com esse cara para ele ser assim? E, por isso, claro que não foi só por isso, mas, enfim, eu corri para o segundo livro. =D

Beijos-Beijos e até mais.


Dados sobre o Livro
Nome:  Cinquenta tons de cinza, Vol. 01
Autora: E. L. James
Editora: Intrínseca
Ano de Lançamento: 2012
Número de Páginas: 455
Classificação Indicativa (Minha):

2 comentários:

  1. finalmente alguém q concorda comigo.
    embora eu tenha achado o livro bem pior que crepúsculo, qualidade literária totalmente questionável e personagens exagerados [ou muito idiota, ou muito agressivo].

    gostei da resenha, embora eu não concorde com "Grey é o cara"
    http://baconebatatinha.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu acredito que tenham exagerado... eu gostei da leitura, mas não como eu já vi em vááárias resenhas. É, eu realmente gostei do personagem dele. =)

      Obrigada pelos comentários. Bjoos

      Excluir